Vivemos à margem, nas margens...

Vivemos à margem, nas margens...

Este é o pedaço de território onde queremos partilhar as nossas aventuras ao longo do comprido rio que temos vindo a seguir. Dois olhares diferentes, duas vistas distintas, mas sempre guiadas pelo mesmo farol...

segunda-feira, 19 de março de 2012

Vini, Vidi... Feci?

Digam o que disserem, venha quem vier, seja em que formato for, a Internet é uma coisa maravilhosa.
Certo: encontramos desde a pior espécie de conteúdo, até a mais alta qualidade de informação.
Mas se utilizarmos o mínimo de bom senso que nos possibilite filtrar o que se encontra por esta Grande Rede fora, conseguímos tornar-nos melhores pessoas e mais completas.

Há que distinguir 4 tipos de conteúdo: importante e pouco importante, de boa qualidade e de má qualidade.
Sou totalmente a favor de conteúdos pouco importantes, desde que sejam de boa qualidade. E passo a explicar porquê.

A maior parte das coisas que aprendo na Net são de importância quase nula, mas dão-me um jeitão que nem vos passa pela cabeça. São coisas que eu conto à T.S. com muito entusiasmo e ela responde ironicamente:"Uuuuuui! Realmente, é essencial saberes fazer isso! Que coisas úteis que andas a pesquisar".

De facto, podem ser as coisas mais parvas à face da Terra, mas o critério "Utilidade" é o que não lhes falta. Vejam.


Top 10 das coisas práticas que procurei e aprendi a fazer na Internet:

1. Cozinhar.
O melhor Chef que temos em casa está à distância de um clique: desde o estrelar de um ovo, cozer uma couve, cortar uma maça, até fazer um boeuf bourguignon, coq au vin, ou um belo Bife Wellington.
2. 3 truques para abrir boiões de vidro.
Parece ridículo, mas já abri boiões que nem um homem bem musculado conseguiria. Requer um bocadinho de coragem e sensibilidade, mas força? Muito pouca. Um alívio para as mãos e salvação de muitos que não conseguem acabar uma receita porque não há meio de abrirem o frasco com o ingrediente essencial.
3. Pentear, pintar e "manicurar".
A mim e aos outros. Vaidade? Certo, um pouco também. Mas é muito mais um dar asas à criatividade. E para quem faz teatro dá um jeitão.
4. Montar um Kit de Primeiros-Socorros e algumas noções de socorrismo.
Infelizmente não tenho formação em primeiros-socorros, nem tenho a intenção que fingir que tenho, mas posso dizer que aprendi algumas coisas que poderão dar jeito em casos de emergência.
5. Tirar manchas de Tapetes.
Se me virem a comprar espuma de barbear, não se aflijam: está tudo bem entre mim e a T.S.. A culpa é mesmo das manchas do tapete. =P
6. Massagens.
What else?
7. Desenrolar um fio do telefone.
 Daqueles muito enroladinhos dos escritórios. Não se riam, pode ser um grande quebra-cabeças!
8. Resolver problemas com computadores.
É preciso uma dose gigantesca de paciência e uns nervos de aço. Mas 99% das vezes, resulta.
9. Carregar a bateria de um telemóvel ao Sol.
Ainda não testei...tenho medo.
10. Fazer uma "lanterna" com um lápis e um cabo de bateria do carro.
Pois...hum...Bem...Nunca se sabe!


Experimentem escrever a coisa mais parva que se lembrem num motor de busca. Juro que vai aparecer algum resultado relacionado.


E tantas outras coisas... Já perdi a conta.


P.S: Nem vou falar da importância que a Internet tem para a aprendizagem de novas línguas; e muito menos do contacto com novas pessoas; criação de comunidades e partilha de histórias de vida... Acho que nenhum@ de nós aqui tem dúvidas disso...

3 comentários:

Unknown disse...

A melhor maneira de retirar o "caroço" (aquilo de dentro e as folhinhas verdes em cima) de um morango! Fantástico! (implica a existênca de uma palhinha); A melhor maneira de tirar de dentro da romã o que é comestível (com vídeo no youtube)! E muitas outras futilidades super-fixes que me dão um jeitaço!

A.G. disse...

É um Universo de possibilidades ;)

Papoila e Orquídea disse...

*like* =)