Vivemos à margem, nas margens...

Vivemos à margem, nas margens...

Este é o pedaço de território onde queremos partilhar as nossas aventuras ao longo do comprido rio que temos vindo a seguir. Dois olhares diferentes, duas vistas distintas, mas sempre guiadas pelo mesmo farol...

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Seeing is deceiving; Dreaming in Believing.


Pfff Sugestões?

Alguém tem sugestões para passagens de ano? Programinhas simples e simpáticos? Lisboa e arredores, mas sugestão de qualquer outro sítio também será analisado...
Estamos a desesperar.

Isto porque para Mont St.Michel já não dava para reservar, por isso terá de ficar para a próxima =p (kidding)

sábado, 24 de dezembro de 2011

Feliz Natal para Tod@s


Mesmo para os não religiosos, o Natal pode, e deve, ser um momento de reflexão, agradecimento e amor. Sei que Nós, por estes dias, temos pensado mais na Nossa vida e na Nossa história e podem ter a certeza que uma das coisas que mais temos para agradecer, neste ano, é o início deste Blog e da vossa participação. Obrigada :)
Que este Ano traga muita felicidade, saúde e Paz. Não são novos votos, mas mentiría se estivesse a dizer quaisquer outras coisas.

Um beijinho natalício para tod@s vós da A.G. e a T.S.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Cuidado com os nomes que dão aos filhos.

Realmente, há pessoas com azar...

Qual é a probabilidade de andar à procura de um autor chamado Stoker, com obra editada em 1986, dentro do tema "restos mortais", e encontrar como primeiro resultado de pesquisa: Bram Stoker - O Drácula - nova edição paperback.?

E qual é a probabilidade de, depois de isto acontecer, ter o cuidado de ir ver novamente o nome à bibliografia e colocar na pesquisa o nome do autor "D.J. Stoker" e aparecer um Disc Jockey chamado Stoker?

Numa sociedade como a que vivemos, em que maioria das pessoas não se dá ao trabalho de fazer uma terceira pesquisa, este senhor que eu queria pesquisar (e afinal é cirurgião) está destinado ao esquecimento...

Por isso, cuidado com os nomes que se dão aos filhos.


Fonte: http://wtfoodge.com/is-dracula-on-my-head/

PS.: Para quem gosta de Drácula, achei este cartoon hilariante.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Hey! A Little less Conversation!

Há dias em que me apetece interromper algumas pessoas e começar a cantar-lhes isto :

"A Little Less Conversation, a Little More Action, Please!" (...) Don't procrastinate, don't articulate"


Confesso que só me lembrei disto porque hoje decidi começar o dia com esta música, a caminho do trabalho:


Às vezes gostava de ver a minha figura ao volante.........
...... Não, afinal acho que é melhor não.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Roteiro Gastronómico


19:30h: Dois pastéis de Belém cada.
20:00h: Pastel de Bacalhau, Caldo Verde, Pão com Chouriço e Arroz Doce, na Merendeira.
21:00h: Gelado enorme no Santini.
22:20h: Bife da vazia da Portugália.
01:50h: Crepe de chocolate com gelado de nata, Pingo Doce.

Nota: Não podemos voltar a repetir esta despesa monetária e abuso de carga calórica na mesma noite no espaço de HORAS!!!!

...E vamos lá ver quem é que consegue dormir, cheia desta maneira!

P.S.: Estão muitas marcas neste Post e poucas críticas negativas... acho que devíamos começar a pedir custos de representação. =p

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Alas, poor Yorick...

Imaginem uma faculdade de aulas exclusivamente relacionadas com economia, sociologia, comunicação, estratégia, etc... Disciplinas Teóricas. Agora imaginem isto (ou uma versão mais contemporânea: sem batas e com menos bigodes) numa das salas dessa faculdade...


E agora imaginem um rapazinho engravatado, cabelo impecavelmente penteado e pastinha na mão. Entra na sala com muita determinação e, de repente, pára bruscamente e olha à volta. Numa mesa um crânio, noutra uma coluna vertebral completa desmontada, noutra um calvarium, noutra uma omoplata e um esterno. Depois, com ar assustado, vê-me só a mim na sala, e pergunta:

Rapazinho que parece tirado da revista Marketeer:

 - Isto.... Isto não é a aula de Estratégias de Tomada de Decisão....Pois não?

A.G. *com um pão com chouriço a caminho da boca aberta, pára de ler uma revista sobre cinema, e olha para um fémur que está na sua mesa, a um palmo de distância*:

- Hum...Não.

Rapaz sai de marcha-atrás, com a cara petrificada.

Fonte da Imagem: http://virtualandmemories.blogspot.com/2010/07/o-doutor-bernardino-machado-com-os-seus.html

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

"Mini-carros"


Quando chego à faculdade tenho quase sempre dificuldade em encontrar lugar para estacionar. De cada vez que acontece, existe um fenómeno a que chamei "mini-carros" que me faz apanhar um camadão de nervos. Geralmente estão estacionados e todos encostadinhos à frente. O meu monólogo interior é sempre algo deste tipo:

- ESTÁ ALI UM LUGAR!! BOAAA!! :D *bruuuuuuuuuum* Afinal está ocupado, que grande #%$&#!!!

Sou só eu que acho que deviam existir uns lugares especiais para estes "mini-carros" nos parques de estacionamento? :p


Fonte Imagem: http://www.green.autoblog.com/2009/03/20/smart-fortwos-get-half-price-parking-in-350-new-york-parking-gar/

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

A Dangerous Method

Fomos ver...

Keira Knightley brilhante como sempre. Viggo Mortensen camaleónico (gosto dele neste registo) e Michael Fassbender surpreendente depois de X-Men.


Para quem gosta de Freud, não espere aprender nada de novo, mas antes ver aplicada a teoria. Para quem não conhece: é uma boa oportunidade para o fazer, mas corre o risco de ficar com uma ideia demasiado insane e promíscua da teoria da psicanálise (ou psicoanálise ;) ) - A Fase Anal do Desenvolvimento Psicossexual, por exemplo, é explicada de forma tão súbita e descontextualizada, que quem não está familiarizado pode 1- Não perceber 2- Ficar com uma ideia absurda.

Mas dá que pensar sobre a natureza humana e sobre quais são, afinal, as "únicas" variáveis da vida. É um filme que nos deixa reflectir sobre "instinto" e "repressão"; "amor" e "sexo"; "intelecto" e "loucura", "sobrevivência", ... e não nos faz questionar os nossos ideais, mas antes reafirmar para nós, o que é a nossa crença. A mim, voltou a ensinar-me uma coisa: não há teoria absoluta. Por mais lógico que tudo nos pareça, nada é inquestionável. Nada é irrefutável. Nada fica preso na barreira do verdadeiro ou falso. Logo, tudo é livre.