Vivemos à margem, nas margens...

Vivemos à margem, nas margens...

Este é o pedaço de território onde queremos partilhar as nossas aventuras ao longo do comprido rio que temos vindo a seguir. Dois olhares diferentes, duas vistas distintas, mas sempre guiadas pelo mesmo farol...

segunda-feira, 16 de julho de 2012

A Questão da perna...*

* a.k.a: Resposta a "Fascínio Penoso"

Ora bem, acho que vendi melhor o peixe (Ahahaha) do que devia. A história não é assim tão interessante até porque muitos detalhes continuam por conhecer. Mas basicamente o que o artigo contava era que:

Um tubarão foi "pescado" e quando o abriram encontraram a parte inferior de uma perna já em esqueleto mas com o pé ainda muito bem preservado (com ténis da Adidas e meia de atleta e tudo).

Segundo o estudo, o indivíduo já estava morto quando o tubarão escolheu tirar-lhe o membro. Afogamento enquanto nadava, numa bela tarde de praia? De ténis e meia? Pois... Principais teorias: Suícidio ou Homicídio. Infelizmente, esta parte da história fica-se por aqui.

Mas há mais: e esta é a parte que eu mais gosto: como é possível que a perna estivesse esqueletizada e o pé tão bem preservado se pertenciam ao mesmo indivíduo e tinham sido ingeridos ao mesmo tempo? Bem, tem tudo a ver com a digestão dos tubarões:

Num outro estudo anterior, os investigadores capturaram um tubarão (martelo, se não me engano) e tentaram alimentá-lo... O tubarão não quis comer. No dia seguinte, aconteceu o mesmo. Ao terceiro dia, o tubarão comeu a papinha e no dia seguinte, estava morto. Quando foram fazer  a "autópsia" ao tubarão, encontraram um golfinho intacto e altamente preservado no estômago. Isto é, os investigadores mataram-no como eu matava os peixinhos dourados quando era míuda: obrigaram-no a comer demais (quando na realidade, quando o capturaram, já ele tinha comido um golfinho).

Conclusão: a digestão do tubarão permite que ele coma uma quantidade enorme de comida e vá digerindo apenas aquilo que necessitar, preservando por vários dias a restante. Foi isso que aconteceu com a perna: o estômago digeriu a perna e ainda não tinha digerido o pé... Devia estar guardado para a ceia.

E é isto.

Eu disse que não era assim tão interessante =P





4 comentários:

Maria disse...

Não achei que fosse assim tão desinteressante!
Até gostei de saber das dietas do Tubarão, assim quando me encontrar com um e reparar no seu desinteresse por mim, posso concluir que já almoçou e que nem de sobremesa lhe sirvo.

Obrigada pela partilha ;D

Xu disse...

A imagem do tubarão em cima é "brutal" :D o pormenor do pé muito bem preservado com ténis Adidas e meia de atleta é fora do normal:)
Os meus peixinhos dourados morriam por excesso de lavagem :S não me lembro se na altura gostava brincar às lavadeiras:)
Partilha muito interessante, obrigada:)

Chocolate and Vanilla disse...

Eu também achei interessante! Até que é uma capacidade que pode dar jeito!

L.

A.G. disse...

Maria: Obrigada! :) Deixa-nos um tanto ou quanto aliviadas, não é? xD

Xu: Obrigada! :) Hei-de partilhar mais tesourinhos destes, sendo assim. :)

Chocolate and Vanilla: Thanks! :D Naqueles dias em que mal temos tempo para comer nem era má ideia!