Vivemos à margem, nas margens...

Vivemos à margem, nas margens...

Este é o pedaço de território onde queremos partilhar as nossas aventuras ao longo do comprido rio que temos vindo a seguir. Dois olhares diferentes, duas vistas distintas, mas sempre guiadas pelo mesmo farol...

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Coração: Aldeia Global

Ainda com esta música na cabeça...

A Professora, na aula de pós-graduação:

- Sabem quando uma pessoa reconhece o parceiro ou parceira, só pelo cheiro?

A.G. *Então não sei!*

- Nem sequer é o perfume, é mesmo o cheiro pessoal de cada um.

A.G. *Sei perfeitamente qual é. E é cheiro a bebé, não é a perfume.*

- E depois quando pegam numa camisola e sem querer a cheiram, até parece que ficam com saudades?

A.G. *Já estou com saudades, só de me lembrar...*

Realmente, há sentimentos íntimos, tão globais. Todos os dias encontro provas disso e todos os dias me surpreendo. Como é que uma coisa que para mim é tão íntima, tão próxima, tão natural mas tão particular é, afinal, um sentimento tão universal. Uma coisa que parece ser só da minha mente e do meu coração, e afinal é da mente e do coração de todos. Mas nunca deixa de ser tão particular e tão íntimo e tão Nosso. É um fenómeno fantástico e que todos os dias me deixa a pensar. O coração é afinal, uma pequena aldeia Global. E fico feliz de sentir que aquilo que tenho é único....e é de todos.

2 comentários:

Papoila e Orquídea disse...

=)

A.G. disse...

Papoila e Orquídea: Voltei a ler este post agora (por causa do vosso comentário) e a minha reacção foi a mesma: =)