Vivemos à margem, nas margens...

Vivemos à margem, nas margens...

Este é o pedaço de território onde queremos partilhar as nossas aventuras ao longo do comprido rio que temos vindo a seguir. Dois olhares diferentes, duas vistas distintas, mas sempre guiadas pelo mesmo farol...

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

L.A. Noire

Não, numa relação lésbica não existe "o homem" e "a mulher".

Não, não tenho quaisquer ideias predefinidas sobre o que são características masculinas e características femininas.

Não, tenho todo o orgulho em sermos duas "meninas".


....







Mas, really, no que toca a jogos...I'm such a guy =P








p.s: Na realidade sou uma "gamer-chick" mas isso não faz com que não me sinta como um rapazinho quando um compro um jogo novo. E infelizmente, no que toca às estatísticas, o número de machos que jogam ainda vai à frente das fêmeas. :(







Fonte da Imagem: http://pipocaenanquim.com.br/2011/06/para-jogar-l-a-noire/

3 comentários:

Nikkita disse...

Ahahah! :D

A S. também adoooora! ;) Frequentemente compra jogos para a Ps. e anda sempre a par das novidades. Até acho piada! Não podem ser só os rapazes a gostar!:D
(confesso que houve uma altura em jogava online com ela Soldiers of Fortune, mas passou-me! lol mas gosto de um bom "shooter", claro. :D :D )

Dantins disse...

Eu sou mesmo gaja! Os jogos de computador não me seduzem nada :P

A.G. disse...

Dantins,assim sim, uma verdadeira senhora. :) Mas agora a sério, a T.S. diz o mesmo dos videojogos (com excepção do Super Mario) mas depois de a pôr a jogar um Call of Duty Multiplayer, não quer outra coisa xD Mas ela gosta mais de ver jogar. :) O meu irmão mais velho detestava e agora que lhe ganhou o jeito não os larga. Podem ser viciantes, mas se soubermos controlar,desenvolvem muitas outras capacidades. O pior é quando falta tempo =p


Nikkita, claro que não podem ser só os rapazes :) Aliás, isto de derrubar ideias predefinidas têm é de ser de ambos os sexos: as meninas têm de jogar mais shooters e os rapazes mais The Sims. Só assim chegamos à igualdade. :)